[OS SERES… ]

O seres
não saem
para o dia exterior

só têm a força
de resplandecer
na noite subterrânea
onde se fazem.

Mas desde eternidades
passam
o seu tempo
e o tempo
a fazer-se
e nem um só chegou
assim
a manifestar-se.

Vai ser preciso esperar que
a mão do Homem
os prenda e consuma
porque só
o Homem
inato e predestinado
tem
esta temível
e
inefável
capacidade:

Fazer o corpo humano sair
para a luz da natureza
mergulhá-lo vivo
no clarão da natureza
onde o sol acabará enfim
por desposá-lo.


Antonin Artaud, in "Eu, Antonin Artaud" assírio & alvim
trad. Aníbal Fernandes

3 comentários:

sophiarui disse...

sim! artaud sabia o que era esse mergulho!

ele sabia...

miguel. disse...

sim sim, sem sombra de dúvidas… a sua grande luta foi sempre esse mergulho...

fallorca disse...

Bica sempre bem tirada, pra variar...