"O álcool de Miss Amélia é uma coisa à parte. É puro e queima na língua, mas quando desce, faz efeito durante muito tempo. Mas não é tudo. É sabido que, se uma mensagem é escrita com sumo de limão numa folha de papel branco, não se vê. Mas se o papel for aproximado do fogo, então as letras aparecem castanhas e o significado torna-se claro. Imagine-se que o Whisky é o fogo, que a mensagem apenas é conhecida pela alma do próprio — é assim que o valor do álcool de Miss Amélia pode ser avaliado. Coisas que passaram despercebidas, pensamentos que, acumulados no fundo da mente, são repentinamente revelados e compreendidos..."

Carson McCullers, in "A balada do café triste" relógio d'água, 2001

4 comentários:

lebredoarrozal disse...

grande, grande, grande livro:)
a escrita da carson é deslumbrante

miguel. disse...

é daqueles pequeninos muito grandes ;)

mar disse...

:)

sim é
é sim

muito muito.

menina limão disse...

oh este livro! quero tanto lê-lo...e vou adiando.