LILASES

Quando por fim a cifra infinita
que dois mundos combinam
esplender inteiramente seus motivos

a cada um caberá olhar
na lâmina de ouro
um nome inefável

o que buscámos sem um gesto
o que dissemos sem uma palavra


José Tolentino Mendonça, in "a noite abre meus olhos" assírio & alvim (2006)

imagem de Gianpaolo Pagni

1 comentário:

inês leal, 31 anos à volta do sol disse...

eu gosto muito desde padre-escritor...