Uma Vida Imaginária


Através do diário ficcionado dos últimos dias do poeta Ovídio, degradado para as fronteiras do mundo conhecido pelo poder imperial, da sua descoberta de uma criança selvagem e da tentativa de a integrar na comunidade humana, David Malouf conduz o leitor, em Uma Vida Imaginária, por uma fascinante reflexão sobre a fragilidade do lugar do Homem entre a Natureza de onde vem e a civilização que constrói.
Uma Vida Imaginária, pela serenidade e clareza com que pondera a condição humana, tem sido encarado, por um número crescente de leitores, como um verdadeiro «livro de sabedoria» e é hoje reconhecido como uma obra clássica da literatura contemporânea.

David Malouf é um escritor australiano que nasceu em 1934, em Brisbane, Queensland. Poeta e romancista consagrado, autor de uma vasta obra, onde se destacam os romances The Great World, Remembering Babylon e The Conversations At Curlow Creek, obteve, com a sua obra, alguns dos mais importantes prémios literários internacionais, como o Commonwealth Writers Prize, o Prix Fémina para Obra Estrangeira, em França, e o International IMPAC Dublin Literary Award.

David Malouf "Uma Vida Imaginária" assírio & alvim
Tradução: José Agostinho Baptista

2 comentários:

magarça disse...

Desconhecia este livro. Mas já está na minha lista de prendas para o Natal...

Miguel. disse...

É um livro bastante interessante, foi lançado muito recentemente, faz parte de uma colecção que a assírio & alvim tem vindo editar, Outros Lugares, na qual constam outros titulos que recomendo, Como me tornei monja - César Aira, e, Cobra - Severo Sarduy...

:)