"em sua boca dardeja um narciso de cuspo
não encontrará na fala sossego algum
depois do susto das palavras murmuradas
o corpo incha e poro a poro uma abelha
refulge sobre a máscara de mel

poderíamos falar dele noite adiante
mas não
o começo da escrita seria a sua voz quebrada
no silêncio obssessivo das horas
mas não
porque são horas de profundo e anónimo
não o lembraremos mais

por trás da máscara recolhe-se por fim o olhar
uma vertigem o seu verdadeiro rosto
este coração em forma de quilha singrando o mar
de resto
já não há sinais visíveis da sua passagem
excepto a impressão digital esquecida
nos labirínticos arquivos de identificação

(...)"

Al Berto - A Noite

2 comentários:

Lou Camille aka Sílvia A. disse...

"Two Birds Sold for a Kiss" é, para mim, das "coisas" mais bonitas de C.Calascione

Mas este "He Is Who" vs Al Berto é fabuloso!
Parabéns

Miguel. disse...

sim sem dúvida, "two birds sold for a kiss" é um pouco mórbido, mas mesmo assim bonito... devo confessar que gosto muito de todo o trabalho da Collete Calascione.

;)