A Simplicidade

O que sobretudo tem faltado à minha vida até agora é a simplicidade. Começo a mudar a pouco e a pouco.
Por exemplo, actualmente saio sempre de casa a minha cama e, quando uma mulher me apetece, agarro nela e deito-me com ela imediatamente.
Se tem as orelhas ou o nariz grande e feios, tiro-lhes juntamente com as roupas e meto-os debaixo da cama, para ela os poder recuperar à saída; só conservo o que me apetece.
Se a roupa interior está a precisar de ser mudada, mudo-a imediatamente. Será a minha prenda. No entanto, se vejo uma outra mulher mais apetecível a passar, peço desculpas à primeira e suprimo-a imediatamente.
As pessoas que me conhecem garantem que eu não sou capaz de fazer o que estou a dizer, que não tenho temperamento para isso. Eu também achava que não, mas isso era porque eu não fazia tudo como me apetecia.
Agora, tenho sempre belas tardes. ( De manhã trabalho. )


Henri Michaux in. "antologia" relógio d'água

imagem de Henri MIchaux

3 comentários:

cosal disse...

Ora aí está...Michaux.
Sem querer vem-me parar na mão uma relíquia..."ESTOU A ESCREVER-TE DE UM PAÍS DISTANTE"...publicado em 1986 na Hiena Editora...de boa memória...com desenhos de Joaquim Bravo...e começa assim.........

Só temos aqui,diz ela,um sol por mês,e por pouco tempo.Dias antes já se esfregam os olhos.Mas em vão.Tempo inexorável.Só quando lhe dá o sol aparece.
Depois tem-se um mundo de soisas a fazer,enquanto há claridade,e de tal forma que sobra pouco tempo para se reparar em nós.
O que nos contraria é ter de trabalhar à noite. e trabalhamos: há sempre anões a nascer.

muito agradável não acham...

cumprimentos

Miguel. disse...

Caro cosal, tocou naquilo que considero a minha ferida editorial... Hiena :(
esta editora faliu e levou com ela aquilo que de melhor se editou traduzido em Portugal, tenho adquirido muita coisa, aqui e ali... principalmente os livros do meu "louco" preferido Antonin Artaud.
Em Portugal é assim...e viva a Fátima Lopes!!!

É realmente muito agradável esta passagem do Michaux... hoje fui busca-lo à prateleira porque soube que o grupo de teatro O cão solteiro o foi buscar à gaveta e a peça vai estar em cena na Casa dos dias da água, peça que irei ver de certeza...

recomenda-se.

cumprimentos

cosal disse...

Meu caro Miguel,
Não acho que tenha perdido nada da Hiena que como escreve...faliu.Sabe...sou um guardador de relíquias...e sendo assim tenho-a...TODA.
Conheci uma senhora ...cabeleireira...uma nobre profissão...convehamos...que se chamava Fátima Lopes. Será a mesma?

Cumprimentos