[ O Rosto (Ingmar Bergman) ] 1958

1 comentário:

Esparsa disse...

hoje não se parece nada com ontem. Mas hoje é domingo. Um domingo escuro e acabrunhado, como uma camisola de lã crespa e amarrotada...