Que não haja fome enquanto houver “fome”


Knut Hamsun "Fome" cavalo de ferro, 2008
trad. Liliete Martins

1 comentário:

Daniel Ferreira disse...

É sem dúvida (e falo a sério) um grande livro. E o prefácio então (e aqui também), é bom para arder!