OS DOIS IRMÃOS

Um foi prisioneiro na Alemanha
e há trinta anos olha fixamente o pão
como se tivesse a fome de outrora.
O outro fez a guerra em África
e a água no copo contempla-a
com a sede do deserto.
Hoje fechados em casa
não querem ver ninguém.
Dormem de costas voltadas
com o rosto afundado no travesseiro
da grande cama.
Às vezes saem de noite
por estradas largas e vazias
como a Lua e a Terra no céu
um atrás do outro
não se sabe para onde.

Tonino Guerra, in "histórias para uma noite de calmaria" assírio & alvim, 2002

imagem de Alain Corbel

3 comentários:

manuel disse...

Aqui sim, sempre muito bom gosto! Não fazes um post que não seja de alta qualidade. Nós misturamos coisas de bom gosto com algumas piroseiras (sobretudo eu, e também sou displicente às vezes).

ana cristina leonardo disse...

Vocês não lêem a Pastelaria (só vêem os bonecos). Lá encontrariam as sábias palavras de John Galliano: «Uma pitada de mau gosto é indispensável ao génio». Assino por baixo

miguel. disse...

eu li !! e o que o senhor galliano diz é uma grande verdade, uma pitada de mau gosto é indispensável, mas não é o caso do Arco da velha, manuel o vosso blog tem muito bom gosto, aquilo que para uns poderá ser mau para outros é optimo, é o meu caso e é por isso que passo lá todos os dias para ver as últimas...

já agora, obrigado pelo elogio...