«O sujeito não pertence ao mundo,
mas é um limite do mundo.
Tu dizes que aqui é mesmo assim como
com o olho e o campo de visão.
Mas o olho na realidade não o vês.
E nada no campo de visão faz pensar
que ele seja visto por um olho.»

Ludwig Wittgenstein

1 comentário:

eyes shut disse...

fronteiras...