André Kertész [ garfo ] 1928


Sou um homem pontual, nunca cheguei atrasado a um encontro. É o meu passatempo. E tinha um encontro marcado. Tinha um encontro marcado e estava com fome. Era um encontro muito importante. E o empregado de mesa nunca mais me servia, demorava. Eu estava cheio de pressa, apressadíssimo, e ele respondia-me indolentemente, sem querer perceber a inquietude que me roía. Não vi outra solução senão desancá-lo. Dir-me-á que foi desproporcionado. Mas faça a experiência: entre dois pratos levou dezassete minutos. Está a ver o que são, um após outro, dezassete minutos à espera enquanto vê os ponteiros do relógio a correr, a correr? E o encontro a ir à vida. A chatice foi que nesse momento ele nem sequer se defendeu. Não me dá nenhuma espécie de prazer lembrar-me disso.

Max Aub, in "crimes exemplares" antígona, 1982

2 comentários:

Cometa 2000 disse...

Brilhante post!

manuel disse...

Este livro do Aub é demais!