A GAVETA APRESENTA :


Dias 16, 17, 18 e 19 de Maio – Teatro da Trindade (Sala principal)

Dramaturgia e Encenação:
Sandro William Junqueira

Interpretação:
António Rodrigues, Luís Manhita, Miguel Cordeiro, Pedro Martinho e Rui Cabrita.

Eles são dois senhores que habitam o mesmo “Bairro”.
Simples, lógicos, lúdicos, lúcidos e divertidos.
Dois senhores muito particulares e distintos. Tanto no pensar como na acção.
Serão, sem mais: “ a inteligência filosófica feita quotidiano”.
A partir desta premissa, o desafio, é criar um espectáculo único que se divide em dois dias: que permite a cada espectador, em cada dia, uma nova experiência e leitura do espaço teatral, um renovado e mais amplo campo de reflexão, a liberdade de operar intelectualmente e de responder aos diferentes estímulos que lhe chegam de cena, e a oportunidade de estabelecer uma nova dinâmica entre público-espectáculo, público-teatro, teatro-teatro e público-público.
Assim teremos: dois senhores, uma peça, dois dias - dois tons distintos. Uma ideia inédita.

Sandro William Junqueira



para mais informações visite o blog dos nossos senhores aqui

3 comentários:

Joao Ventura disse...

Caro Hugo, tive num destes fins de semana o privilégio de assistir a um ensaio dos "senhores", conjuntamente com o Gonçalo Tavares e foi de facto una cena singular, assistir à confrontação do autor com a sua obra no palco. Tenho a convicção de que com este trabalho a Gaveta vai ter o golpe de asa que precisa para ir por outros caminhos mais exigentes. Em Portimão, precisamos de uma Gaveta adulta, que se emancipe. Importa que os apoios públicos não faltem.

miguel. disse...

nicialmente também estive envolvido neste projecto, mas o horário dos ensaios não foi compatível com o meu tempo livre, estava encarregue de documentar todo o processo do projecto e depois editá-lo dando então origem a um documentário, uma espécie de making-off, teria sido o meu projecto pessoal na área do documentário e também um complemento ao projecto.
Ainda não tive a oportunidade de assistir ao ensaio geral, mas será para breve, embora já não seja na companhia do Gonçalo Tavares, o que de certa fora me deixa um pouco triste, enfim... mas não irei faltar à grande estreia.
Este é sem dúvida o grande salto para a Gaveta, vamos ver se com este salto surgem os apoios.

magarça disse...

A ideia parece-me excelente, espero poder ir ver estes dois senhores.