«O mais simples dos actos surrealistas consiste em vir, de revólver em punho, para a rua e atirar ao acaso, tanto quanto possível, sobre a multidão. Aquele que, ao menos uma vez, não teve vontade de acabar desta maneira com o sistemazinho de envilecimento e cretinização em vigor, tem o seu lugar muito bem reservado nesta multidão, ventre à altura do cano.»


André Breton

3 comentários:

m. disse...

Breton... dos poucos surrealistas. merece muitas palavras!

menina limão disse...

muito muito bom. eu subscrevo, tal como já tinha subscrito Cesariny quando este disse uma coisa semelhante. há dias em que não é possivel pensar de outra forma.

(metáforas)

e a imagem é demais! onde a desencantaste?

miguel. disse...

é mesmo, há dias assim, em que a vontade é mesmo sair à rua e....

a imagem é deste ilustrador www.christiannortheast.com

gosto muito do trabalho dele...