Dante Gabriel Rossetti [ Lady Lilith ] 1872/73



UM OUTRO TANTO

Não sei como consigo
amar-te tanto
se querer-te assim na minha fantasia

é amar-te em mim
e não saber já quando
de querer-te mais eu vou morrer um dia

perseguir a paixão até ao fim é pouco
exijo tudo até perder-me
enquanto, e de um jeito tal que desconhecia

poder amar-te ainda
um outro tanto


Maria Teresa Horta, in "Inquietude" quasi (06)

3 comentários:

Anónimo disse...

lindo! simplesmente lindo...

ringthane disse...

Dante Gabriel. Parabéns pelo grafismo do blog ;)

Miguel. disse...

ringthane, muito obrigado pelo comentário e pela correcção também...

:)