[ 19 projectos de prémio Aldonso Ortigão seguidos de poemas de Londres, Quadrante, colecção poesia (composto e impresso na tipografia "jornal do fundão") ]


OUTRA COISA

Apresentar-te aos deuses e deixar-te
entre sombra de pedra e golpe de asa
exaltar-te perder-te e desconfiar-te
seguir-te de helicóptero até casa

dizer-te que te amo amo amo
que por ti passo raias e fronteiras
que não me chamo Mário que me chamo
uma coisa que tens nas algibeiras

lançar a bomba onde vens no retrato
de dez anos de anjinho nacional
e nove de colégio terceiro acto

pôr-te na posição sexual
tirar-te todo o bem e todo o mal
esquecer-me de ti como do gato


Mário Cesariny de Vasconcelos, in "Poemas de Londres"

3 comentários:

angi disse...

sabes, faço a ronda aos links todos e escolho este blog para alturas diferentes. é como ir lavar a cara... sabe bem.
beijinho

cosal disse...

Que grande livro...Cesatiny é mesmo assim...GRANDE.

Miguel. disse...

fico contente angi

:)