fotograma de "as asas do desejo" Wim Wenders


A primeira elegia

Se eu gritar, quem poderá ouvir-me, nas hierarquias
dos Anjos? E, se até algum Anjo de súbito me levasse
para junto do seu coração: eu sucumbiria perante a sua 
natureza mais potente. Pois o belo apenas é
o começo do terrível, que só a custo podemos suportar,
e se tanto o admiramos é porque ele, impassível, desdenha
destruir-nos. Todo o anjo é terrível.
por isso me contenho e engulo o apelo
deste soluço obscuro. Ai de nós, mas quem nos poderia
valer? Nem Anjos, nem homens
e os argutos animais sabem já
que nós no mundo interpretado não estamos
confiantes nem à vontade. Resta-nos talvez
uma árvore na encosta que possamos rever
diariamente; resta-nos a rua de ontem
e a fidelidade continuada de um hábito,
que a nós se afeiçoou e em nós permaneceu.
(...)

Rainer Maria Rilke in. " As elegias de duíno" assírio & alvim

4 comentários:

marta disse...

agora eu: "als das kind kind war..."... um dos meus filme preferidos, e rilke...
e mais não digo :)

lenore disse...

Lindo!

Anónimo disse...

Your site is on top of my favourites - Great work I like it.
»

Anónimo disse...

I find some information here.